5 retratos de Joinville que deixaram saudade

por Alison Felipe - 14 de Março de 2017

O primeiro artigo mostrando Joinville em décadas passadas foi um sucesso, você pode ver aqui. Resolvemos então seguir essa linha de artigos e aqui está o segundo, as imagens e informações foram coletadas do grupo Joinville de Ontem.

1. Fábrica da Lumière

Fábrica Lumière em 1968. Foto: Acervo pessoal de Ciléia Contezini.

Muitos joinvilenses já tiveram ao menos uma passagem pela fábrica Casimiro Silveira que depois virou Lumière, ela produzia lingerie. A fábrica não existe mais. Hoje, no local, está a Faculdade Anhanguera, na rua Presidente Campos Salles, no bairro Glória. O acesso era pela rua Luiz Delfino.

2. Bar do Manecão

Foto: Garcia Milton

O bar do seu Manecão ficava próximo a Tupy, onde hoje é a empresa White Martins. Difícil algum trabalhador da Tupy que não fazia uma paradinha pra dar uma “recarregada”.

3. Cine Colon

Foto: Ciléia Contezini

Bons tempos para quem frequentava o tradicional Cine Colon, era localizado em baixo do Hotel Colon em frente a praça Nereu Ramos no centro da cidade, atualmente é o estacionamento do hotel.

4. Moinho Joinville

Foto: A Notícia

Construído no início do século 20 para industrializar o trigo que vinha da Argentina em troca da erva-mate que era exportada. Um dos detalhes que mais chama a atenção até hoje é a sua arquitetura, a estrutura em aço foi toda importada da Europa. Em 2013 o Moinho completou seu centenário, abaixo um webdocumentário muito interessante feito pelo Jornal A Notícia.

5. Sorveteria Polar

Este retrato estima-se que tenha sido fotografado na década de 1950

A Sorveteria Polar era localizada na rua 15 de Novembro, na região onde hoje existe uma loja da rede Casas Bahia, bem pertinho da Harmonia-Lyra. Alguns lembram do sorvete, outros da salada de frutas com chantili, da água na boca só de lembrar. Os amigos se encontravam na sorveteria no final de tarde e depois iam para o Cine Colon. Quando acaba a sessão, muitas vezes iam dançar em locais como o Clube 25, que ficava entre a rua 15 de Novembro e a 9 de Março, no último andar de um prédio.


Tem lembranças de algum momento relacionado a esses retratos de Joinville? Conte para nós!